Dexter Latina

Dexter Latina

Crescimento de 23% no faturamento

Publicado em 10 de julho de 2015

Carlos Anacleto Oleas e Milton Braida_2

Fortalecimento das vendas resulta em crescimento de 23% no faturamento de indústria química paranaense, em 2014.

Desempenho da Dexter Latina, fabricante de inseticidas, supera expectativa de crescimento industrial do mercado em 2014, prevista para -2,49% segundo Boletim Focus do Banco Central

Ao contrário da maioria das empresas brasileiras, que estão crescendo e investindo menos, a indústria paranaense de inseticidas Dexter Latina alcançou números surpreendentes em 2014. No último ano, o faturamento cresceu 23% em comparação com 2013. A empresa localizada em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, faturou mais de 24 milhões em 2014, contrastando com o pessimismo de um ano de baixo crescimento econômico no País.

O desempenho da empresa esteve muito acima da expectativa de crescimento industrial do mercado em 2014, divulgada pelo boletim Focus do Banco Central (Bacen) em dezembro do ano passado, que apresentou mediana de -2,49%. No mesmo relatório, a pesquisa reduziu a expectativa de crescimento do PIB do Brasil em 2014, que no início do ano era de 1,95%, para 0,14%.

Os resultados da Dexter Latina, que é referência no desenvolvimento de produtos para o controle de pragas urbanas, como moscas, baratas e ratos, se destacam no cenário nacional. O histórico financeiro mostra que, no acumulado de 2010 a 2014, o faturamento da empresa cresceu 135%. Número que representa um crescimento médio de 24% ao ano, muito acima do estimado para crescimento industrial no País. No mesmo período, de acordo com o IBGE, o PIB Brasileiro acumulou 13,69% (com previsão de -0,19% em 2014) e o índice de produção industrial nacional 7,65%.

“Com uma estratégia de fortalecimento de vendas em clientes tradicionais, abertura de novos clientes e investimentos em nossos produtos, foi possível alcançar este crescimento. Além disso, reformulamos as embalagens da linha Straik, destinada ao uso doméstico, e lançamos os produtos da família Termifin para o segmento de varejo especializado, consolidando ainda mais a Dexter Latina no cenário brasileiro. No ano passado, também aumentamos os investimentos em marketing e comunicação”, conta Milton Braida, sócio-criador e diretor de pesquisa e desenvolvimento da Dexter Latina.

Se 2014 não foi um ano promissor para a economia, 2015 também não deve ser diferente. A Previsão de crescimento industrial do Focus (Bacen), em janeiro deste ano, para 2015 é de apenas 1,04%. Mas, mesmo com um cenário de pessimismo, a Dexter Latina tem a meta de aumentar o faturamento em 25% até o fim de 2015.

Ousadia

A empresa, que atua no segmento de inseticidas há 19 anos, possui mais de 60 funcionários na fábrica e 55 representantes comerciais no Brasil. Os produtos da marca são comercializados em pontos de vendas de todas as regiões do país.

O produto que a Dexter Latina mais vendeu em 2014 foi o Straik Multi-inseticida Aerossol, eficaz no combate de insetos. O segundo mais vendido foi o Straik Gel Mata-baratas, seguido do Straik Isca Mata-ratos.

Pensando em crescer com planejamento e ousadia, a Dexter deve lançar, ainda em 2015, seu primeiro produto na linha de cosméticos, o repelente de pele “Altoff”. Como diferencial, será o primeiro repelente do Brasil com tecnologia microencapsulada que deixa o produto agindo por mais tempo na superfície da pele.

Atualmente, a Dexter Latina concorre com produtos de ponta, à altura das empresas multinacionais que sempre dominaram o mercado de inseticidas no país. “Queremos dobrar o faturamento da empresa até 2018 e ser o terceiro player de aerossóis do Brasil”, projeta Carlos Anacleto Oleias, sócio-criador e diretor comercial.

Serviço:

Dexter Latina: www.dexterlatina.com.br

Informações para a imprensa:
Savannah Ações em Comunicação
Assessoria de imprensa Dexter Latina: Bruna Komarchesqui
(41) 3035-5669 | 8874 4907 | jornalismopr@savannah.com.br
Coordenação Savannah: Jaqueline Gluck (41) 3035 5669 | 9602 7541