Como evitar as doenças das enchentes? - Dexter LatinaDexter Latina

Dexter Latina

Dexter Latina

Como evitar as doenças das enchentes?

Publicado em 28 de janeiro de 2019

blog

Com a chegada das chuvas, cresce a preocupação sobre o aparecimento de doenças. Existem alguns cuidados que devem ser tomados para evitar o risco de contágio de doenças transmitidas através do contato com a água contaminada, como em áreas de alagamentos e enchentes, que podem causar desde diarreias até doenças mais graves, como a leptospirose.

 

Essas são as doenças mais comuns:

Leptospirose

A Leptospirose pode ser adquirida após o contato com urina de ratos contaminados com a bactéria leptospira. Apesar de ser mais comum em locais com lixo e lama, onde os animais podem  ter circulado, qualquer pessoa que tiver contato com locais alagados ou consumir água e alimentos contaminados pela urina de ratos infectados estará vulnerável à contaminação. A Leptospirose causa sintomas como febre e dores de cabeça, dor nos músculos e náuseas. Se não diagnosticada com antecedência, essa doença pode levar a morte.

 

Diarréia Aguda

A diarréia é uma doença aguda e que se não for devidamente tratada pode levar à morte por causa da desidratação. Ela pode ser causada principalmente por bactérias, vírus e parasitos e pode estar relacionada com a falta de higiene. A transmissão se faz principalmente, através da água e alimentos contaminados por mãos sujas de doentes que não tem bons hábitos de higiene. Os vetores (moscas) também podem contaminar os alimentos. Além disso, objetos contaminados levados à boca como chupetas, mamadeiras, brinquedos e outros, podem causar doenças diarreicas.

 

Dengue

Pode estar presente em casos de inundação por propiciar ambientes próprios para desova do mosquito em água parada. Causa febre alta, dores nos músculos, articulações e cabeça, além de manchas vermelhas no corpo e inchaço.

 

Tétano

As enchentes podem causar uma maior exposição das pessoas a ferimentos e, consequentemente, aumenta a probabilidade de contaminação pela bactéria Clostridium tetani, liberando toxinas que causam os espasmos musculares típicos do tétano.

 

Recomendação:  Caso a pessoa tenha passado por uma situação dessas, deve ficar atenta aos sintomas e procurar a unidade de saúde mais próxima da sua casa.

Confira dicas para evitar a contaminação por água da chuva:

– Evite contato com as águas das enchentes. Caso isto seja inevitável, é recomendável permanecer o menor tempo possível na água ou na lama.
– Evite manusear objetos que tenham sido atingidos pela água ou lama. Proteja os pés e as mãos com botas e luvas de borracha ou sacos plásticos duplos.

– Jogue fora medicamentos e alimentos (frutas, legumes, verduras, carnes, grãos, leites e derivados, enlatados etc.) que entraram em contato com as águas da enchente, mesmo que estejam embalados com plásticos ou fechados, pois, ainda assim, podem  estar contaminados.

– Se sua casa for atingida pela enchente, após o recuo da água providencie a limpeza e desinfecção dos ambientes, utensílios, móveis e outros objetos. Usando luvas, botas de borrachas ou outro tipo de proteção para as pernas e braços.

– Lave bem as mãos antes de preparar alimentos e ao se alimentar. Procure beber sempre água potável, que não tenha tido contato algum com as enchentes.

– Esteja atento para possíveis focos de água parada ao redor da casa, eliminando-os e mantenha a caixa d’água tampada, evitando assim a proliferação dos mosquitos causadores da dengue.

– Siga à risca os procedimentos de higiene e limpeza.

Categoria: